Voltar
22/11/2017| Sistema de Saúde português acima da média da OCDE

No que respeita aos “Fatores de risco para a Saúde”, Portugal apresenta resultados favoráveis no consumo de tabaco e álcool, obesidade e poluição do ar. No domínio, em que são apresentados indicadores relativos à esperança média de vida, mortalidade por principais causas e doenças mentais, Portugal apresenta valores muito próximos da média da OCDE.
Relativamente ao “Acesso a Cuidados de Saúde”, o país volta a apresentar valores favoráveis, relativamente à média nos principais indicadores, entre eles a cobertura da população em cuidados de saúde, o tempo de espera para cirurgia às cataratas e as consultas não efetuadas devido ao seu custo. A pare do acesso aos cuidados de Saúde, também a qualidade mantém valores próximos da média geral: numa nota divulgada no site, o Serviço Nacional de Saúde (SNS) destaca os “Internamentos por asma e DPOC”, em que com 74 internamentos por 100 mil habitantes, Portugal ocupa a terceira posição, num total de 34 países observados. Com menos internamentos encontram-se apenas Itália e Japão. Também em relação ao “Trauma obstétrico”, Portugal ocupa uma boa posição, com apenas quatro melhores resultados num total de 21 países analisados.
Entre os principais pontos negativos encontram-se a prevalência da demência, em que a média da OCDE é de 14,8/1.000 habitantes, que em Portugal atinge 19,9/1.000 habitantes, surgindo assim no quarto lugar da lista de países com mais casos, atrás apenas da Alemanha, Itália e Japão. A diabetes apresenta igualmente valores acima da média da OCDE, correspondendo a 9,9 % da população de 20-79 anos.
O Health at a Glance 2017 foi divulgado na passada sexta-feira, dia 10 de novembro.


Notícia original em http://www.vitalhealth.pt/saude/5489-sistema-de-sa%C3%BAde-portugu%C3%AAs-acima-da-m%C3%A9dia-da-ocde.html

 

Fonte Texto e Imagem: News Farma

Voltar